Ivo Rocha traz três recordes nacionais do Mundial

Ivo Rocha terminou a sua participação no Mundial de Natação Paralímpica que decorreu em Londres com três recordes nacionais, nos 50 Costas, 50 Mariposa, e 100 Livres, somando ainda um nono lugar aos 100 Bruços, e décimo lugar aos 200 Livres.

O nadador de Santa Maria da Feira da equipa da Feira Viva Natação Adaptada iniciou a sua participação a 9 de setembro, alcançando o 9.º lugar na primeira eliminatória. Na segunda prova, que decorreu a 10 de setembro, Ivo Rocha competiu nos 200 Livres, terminando no 10.º lugar. 

Carla Cardoso, treinadora da equipa da Feira Viva Natação Adaptada, considera que, “nos dois primeiros dias, o desempenho ficou ligeiramente aquém do espectável, sendo que uma das razões poderá ter sido a adaptação às condições do próprio evento”. “A partir da terceira prova, o nadador conseguiu cumprir os objetivos propostos, melhorando as três marcas nacionais”, revela a treinadora.

Ivo Rocha e Carla Cardoso

Ivo Rocha conseguiu o primeiro recorde nacional no terceiro dia da competição, nos 50 Mariposa, com a marca de 44,53. Na quarta prova, a 14 de setembro, alcançou novo recorde nacional aos 50 Costas, com o tempo de 47.11 (-0.14s), seguindo-se outro recorde aos 100 Livres, com 1.26,97 (-0.6), no último dia da competição.

Com a persistência que lhe é reconhecida, Ivo Rocha encara o Mundial com pragmatismo: “não sendo um grande lugar na classificação geral, vale pela evolução que deve ser sempre o mais importante”. “Saio deste Mundial com três recordes nacionais em cinco provas, e sinto-me satisfeito por ter cumprido parte dos meus objetivos.Terminada a época, concluo que foi um ano muito bom para mim, de enorme crescimento e superação. Espero que a próxima época seja tão boa quanto esta”, adiantou o atleta na sua página oficial.

As cotas para assegurar o lugar nos Jogos Paralímpicos Tóquio 2020 serão definidas até 31 de janeiro de 2020, estando tudo em aberto para a possível participação do nadador na competição, ficando a promessa de continuação de muito trabalho e dedicação da dupla feirense.